Lucratividade e Rentabilidade – Entenda o conceito na íntegra

Lucratividade e Rentabilidade – Entenda o conceito na íntegra

Todo gestor deve saber o que é lucratividade e rentabilidade, com finalidade de acompanhar a saúde financeira da sua empresa.

Saber diferenciar estes dois conceitos é fundamental para estabelecer ações estratégicas na sua empresa. Assim, seu negócio mantém um capital estável, que traz segurança no mercado em que seu negócio está inserida.

Com este tipo de informação em mãos é que você pode analisar situações, como por exemplo o fechamento de fábricas da Ford no Brasil, e evitar que qualquer empreendimento cometa os mesmo erros que outras.

Neste artigo, Auxílio Contábil esclarece o que é lucratividade e rentabilidade, quais suas diferenças, como calcular e avaliar. 

O que é a lucratividade de um negócio?

A lucratividade refere-se ao lucro obtido por uma empresa, seja ela qual for.

Essa quantia é calculada considerando o total das receitas de vendas menos todas as deduções e despesas de um determinado período, como:

  • Impostos;
  • Taxas;
  • Tributos 

Quando avaliamos a relação do lucro líquido com a receita total, é obtido a porcentagem que corresponde a lucratividade.

A partir dela serão tomadas inúmeras decisões estratégicas da sua empresa. 

É por meio desse cálculo que será possível determinar, por exemplo, o ajuste dos preços dos produtos e/ou serviços oferecidos. 

Com isso, o gestor garante que os gastos nunca superem os ganhos e mantém o negócio em equilíbrio financeiro.

O que é a rentabilidade de uma empresa

A rentabilidade é uma maneira de medir o quanto um determinado investimento pode ser vantajoso, servindo como meio de avaliação para um investimento futuro ou análise de algum que já esteja em prática.

Inclusive, o lucro líquido também está ligado à rentabilidade do seu negócio, se relacionando diretamente com o valor do investimento.

Desta forma se quebra a premissa de quanto maior a venda mensal maior o lucro, já que se a sua rentabilidade não for positiva você terá mais gastos que lucro.

Um exemplo de mal investimento por falta de planejamento pode ser as queimas de estoque, que oferecem incríveis descontos para os clientes. 

Apesar de fazer muitas vendas seu lucro será baixo.

Por que a lucratividade e a rentabilidade de um negócio é tão importante?

Existem algumas diferenças na importância da lucratividade e rentabilidade dentro do seu negócio, porém saber usar ambas as ferramentas trazem benefícios parecidos.

É importante conhecer sua lucratividade para determinar, por exemplo, preços e fornecedores, já que ambos influem diretamente no resultado positivo ou negativo do cálculo. 

A rentabilidade, por sua vez, é uma ferramenta essencial para qualquer planejamento estratégico, já que ela ajuda a enxergar os resultados do investimento necessário. 

Assim você evita que sua empresa seja prejudicada em um mau negócio.

Ter ambas as ferramentas permite ao gestor reconhecer se um resultado positivo está mascarando um índice negativo, evitando ignorar nenhum dos indicadores. 

Como fazer o cálculo da lucratividade e rentabilidade?

O cálculo da lucratividade e rentabilidade é outro fator favorável para não se descartar estas ferramentas. 

Isso porque, suas a premissa dos cálculos são bem simples, utilizando o que conhecemos por regra de três simples.

Nesta conta é preciso conhecer três dos fatores envolvidos na conta, e assim chegar ao quarto fator. 

Por exemplo: se você sabe em quanto tempo consegue ler um determinado número de páginas, o cálculo permite saber em quanto tempo lerá o livro inteiro.

Leia os exemplos abaixo para saber como a regra de três se aplica a lucratividade e rentabilidade da empresa.

Lucratividade

Veja um exemplo: em uma fábrica que produz eletrônicos, cada celular é vendido por R$1200. 

Deste valor, R$300 acabam custeando os impostos, R$250 se referem à matéria-prima e outros R$250 custeiam a mão de obra. 

Aqui, a cada peça vendida, R$800 são utilizados para o pagamento de custos e despesas e o que sobra corresponde ao lucro líquido que, nesse caso, é de R$400 por celular vendido.

Se em um mês é possível vende 20 celulares, sua receita bruta (total das vendas) corresponde a R$24 mil (20 x 1200), enquanto seu lucro líquido é de R$8 mil (20 x 400). Nesse caso, o cálculo seria feito desta maneira:

Lucratividade = (8/24) x 100

Lucratividade = 0,33 x 100

Lucratividade = 33,3%

Rentabilidade

Seguindo o exemplo já citado, veja: a empresa, que produz eletrônicos, investiu R$10 mil em marketing para impulsionar a venda dos celulares na temporada de fim de ano.

Através deste processo, é possível gerar a venda de 500 unidades a R$1200 cada, produzindo um lucro líquido de R$400 por produto ― R$200 mil (500 x 400) no total. Sendo assim, o cálculo seria este:

Rentabilidade = (200.000/10.000) x 100

Rentabilidade = 20 x 100

Rentabilidade = 2000%

Isso significa que a cada R$1 investido, o seu negócio conseguiu obter um retorno de R$20.  

As técnicas para avaliar a lucratividade e a rentabilidade de uma empreendimento

A avaliação dos resultados alcançados pelo cálculo da lucratividade e rentabilidade permitem que o gestor tome decisões mais conscientes para o empreendimento.

Dentro da lucratividade é possível perceber que é preciso ajustar o valor do produto se os custos de produção e taxações são muito mais altos que o lucro gerado por ele. 

Ou ainda, se o valor de mercado do produto não pode ser alterado devido à concorrência é possível trocar o fornecedor para que o custo de produção diminua tendo em vista o aumento do lucro.

Já para com relação a rentabilidade o exemplo citado no cálculo é considerado um bom investimento, já que um investimento de R$10 mil gera um lucro de R$167 mil acima da média mensal.

Se neste mesmo exemplo o investimento tivesse gerado uma venda de apenas 30 celulares no lugar de 500, o lucro seria de apenas R$2 mil após a subtração dos gastos.

Vale a pena aprender mais sobre lucratividade e rentabilidade?

Sim, lucratividade e rentabilidade são um dos maiores norteadores do status de funcionamento de qualquer organização.

Desta forma, entender se os resultados obtidos a partir dos cálculos citados e ensinados acima são determinantes para saber se o futuro do seu negócio será bom ou ruim.

Por exemplo, se a sua margem de lucro e rentabilidade está ok, você enquanto gestor ou empresário entende que as decisões tomadas anteriormente deram certo.

Assim, certamente as decisões devem se manter firmes para alcançar resultados cada vez maiores.

Porém, caso o seu negócio esteja em uma margem de alerta ou até de perigo, é possível fazer o extremo oposto, buscando tomar novas decisões e assim mudar este panorama negativo.

Abrir Mei Grátis Online3 - Auxilio Contábil

Inscreva-se para receber novidades!

Rolar para cima