Qual é o grupo do eSocial para MEI? Confira

Saiba Qual E O Grupo Do Esocial Para Mei Blog - Auxílio Contábil

Qual é o grupo do eSocial para MEI? Confira

Saiba qual é o grupo do eSocial para MEI

O eSocial tem quatro categorias criadas para diferenciar os tipos de empresas. Saiba como o MEI deve ser enquadrado

Para acrescentar corretamente um negócio ao novo sistema instituído pelo Governo Federal, o eSocial é essencial classificar com precisão a corporação dentro de uma das categorias.

É necessário estar ciente de algumas características da empresa a fim de evitar possíveis erros e cumprir as várias etapas do lançamento do programa.

Este artigo fornece uma descrição clara desses grupos e de como categorizar o MEI em um deles.

Leia o texto e aproveite o conteúdo!

eSocial

eSocial é uma abordagem inovadora de transferência de informações trabalhistas, fiscais e previdenciárias. Seu objetivo principal é modernizar e melhorar a precisão dos registros das empresas.

Isto inclui detalhes sobre vínculos de trabalho, pagamentos de seguridade social, salários, acidentes de trabalho, aviso prévio e outros assuntos relacionados, que agora podem ser registrados com precisão e facilmente analisados pelas autoridades relevantes.

Com isso, a burocracia é reduzida e a auditoria das exigências trabalhistas é acelerada. O eSocial não modifica as regulamentações individuais de cada campo, mas gera uma forma única e mais direta de atendê-las.

A automação destes procedimentos cria mais clareza nas relações de trabalho e outras avaliações e obedece aos seguintes princípios:

  • Garantir a segurança social e os direitos trabalhistas.
  • Facilitar o cumprimento das responsabilidades.
  • Livrando-se do excesso de dados fornecidos por indivíduos e empresas.
  • Melhorar a qualidade das relações trabalhistas, da previdência social e dos detalhes fiscais.
  • Dar um tratamento especial às pequenas e microempresas.

O MEI é obrigado a utilizar o eSocial?

O eSocial tornou muito mais fácil cumprir as exigências do governo, pois elimina a necessidade de criar e submeter múltiplos formulários e relatórios para cada organização. Mas afinal, os Microempresários (MEI) têm que utilizar o eSocial? Isso depende! Mas calma é fácil de entender.

O Governo Federal emitiu o Decreto No. 8.373/2014 para introduzir o eSocial, um sistema projetado para integrar múltiplos dados sobre funcionários.

Logo, se eles contrataram funcionários, portanto, são obrigados a fornecer informações ao eSocial, enquanto aqueles que não contrataram funcionários não têm essa obrigatoriedade.

Mas lembre-se, esta exigência permitiu que as MEI tivessem operações mais eficientes e dados de melhor qualidade para o governo. Por isso é essencial se você tem funcionário não registrado no seu MEI.

Qual é o grupo do eSocial para MEI

O eSocial fornece aos empresários um meio de garantir a adesão às leis e regulamentos trabalhistas. A MEI associada a um empregado também deve estar conforme ela.

As empresas foram selecionadas em quatro divisões para o eSocial. O MEI está no Grupo 3, que consiste em demais entidades legais, como empregadores do Simples Nacional, e organizações sem fins lucrativos. 

Este agrupamento abrange uma grande quantidade de empresas, pois atende aos pré-requisitos da maioria das empresas brasileiras. Portanto, este agrupamento inclui todas as empresas que decidiram estar sob o regime fiscal do Simples Nacional até 1º de julho de 2018.

Além dessas organizações, todos os empregadores do tipo individual também estão incluídos no grupo 3, com exceção dos empregadores domésticos. 

As 4 categorias são as seguintes:

Grupo 1: Empresas com faturamento anual de mais de R$ 78 milhões;

Grupo 2: Empresas com uma receita de até R$ 78 milhões;

Grupo 3: Empresas que optaram pelo esquema Simples Nacional, microempresários individuais, organizações sem fins lucrativos, e empregadores individuais;

Grupo 4: Administração pública, organismos internacionais e outras instituições extraterritoriais.

MEI com empregado

Os regulamentos não fazem distinção entre os funcionários do MEI e outros tipos de empregadores. Isto significa que os trabalhadores do MEI recebem Seguro de Acidentes de Trabalho e têm direito a uma aposentadoria especial se estiverem expostos a agentes físicos, químicos ou biológicos. O MEI está encarregado de transmitir quaisquer eventos, assim como todas as empresas.

O envio das informações pode ser feito através de um software específico ou através do site oficial do eSocial. 

O MEI com um funcionário deve ter, portanto, um certificado digital.

O eSocial fornece ao MEI uma versão mais simples do sistema, que não só lhes permite criar e enviar arquivos, mas também gerenciar seus funcionários, calcular valores e deduções, criar recibos e guias de pagamento.

Para acessar o módulo simplificado, deve-se ir ao endereço web eSocial e então digitar seu CPF/CNPJ, código de acesso e senha ou, alternativamente, fazer o login com suas credenciais do Gov.br.

É importante lembrar que a MEI só é obrigada a fornecer informações relacionadas com os segurados que empregam. Como tal, eles não devem entrar em seu próprio CPF ao declarar o valor de seu pró-labore, pois suas contribuições à seguridade social ainda serão coletadas através do DASMEI.

Se você acha todo esse processo complexo, lembre-se de que um contador que trabalha para um MEI pode fornecer os dados necessários para o eSocial.

O MEI precisa de um contador?

De acordo com a Lei Complementar 128/2008, não é necessário que o MEI (microempreendedor individual) tenha um contador. 

Com relação à contabilidade e atividades relacionadas, a única responsabilidade do MEI é formalizar o negócio, pagar o DAS (imposto unificado) mensalmente e apresentar uma declaração de faturamento anual. Assim, não é legalmente obrigatório para o MEI empregar um contador. No entanto, isso não significa que o papel de um contador seria desnecessário. 

Para muitos, o mundo dos negócios pode ser um lugar estranho e um contador pode trazer uma sensação de segurança e garantia, ainda mais quando você precisa lidar com funcionários e com todas as responsabilidades que esse vínculo gera.

O contador pode auxiliar o MEI (Microempreendedor Individual), formalizando a empresa, com a cobrança de impostos, na emissão de notas fiscais, executando a preparação financeira e fiscal do negócio, preparando relatórios anuais, e é claro, com envio de todas as suas obrigações a órgãos fiscalizadores, como as informações do eSocial.

É importante notar que mesmo que um MEI não exija estritamente um contador, ainda é necessário possuir muita disciplina e organização para que a empresa seja frutífera e satisfaça as leis tributárias.

Confira também:

Conte com o apoio da Auxílio Contábil

Você quer ganhar conhecimento sobre como ter um MEI de sucesso e dentro das exigências legais? 

Neste artigo, vimos como funciona o eSocial para o MEI e se você precisa de ajuda com esse tema, conte com o nosso apoio.

Auxílio Contábil é uma empresa especializada em Contabilidade para MEI, fornecendo soluções convenientes sem alarde para aqueles que desejam uma prática profissional de sucesso.

Para saber mais sobre nós ou para se comunicar com um de nossos consultores, entre em contato conosco.

CLIQUE AQUI E TENHA APOIO PARA CUIDAR DAS SUAS ROTINAS RELACIONADAS AO eSocial

Summary
 Qual é o grupo do eSocial para MEI? Confira
Article Name
Qual é o grupo do eSocial para MEI? Confira
Description
Saiba qual é o grupo do eSocial para MEI. Leia o artigo que preparamos até o final e entenda mais sobre o assunto!
Author
Publisher Name
Auxílio Contábil
Publisher Logo
<a href="https://auxiliocontabil.com.br/author/eduardo/" rel="author">Redação Auxílio Contábil</span></a>

Todas as nossas ações estão sempre pautadas em valores os quais defendemos, tais como: Satisfação do cliente; Ética Profissional; Respeito; Confiança; Credibilidade; Responsabilidade Social.

Abrir Mei Grátis Online3 - Auxilio Contábil

Inscreva-se para receber novidades!

Scroll to Top
Rolar para cima